Maria, Cheia de graça

A anunciação Há algum tempo, quando participava de uma lista de discussões, um participante católico me confrontou com uma suposta alteração feita por protestantes no versículo de Lucas 1:28, onde o anjo chama Maria de “agraciada”, ao invés de “cheia de graça”, como está nas Bíblias católicas. Esta foi a primeira vez que me deparei com esta acusação por parte dos católicos.

Desde então, vejo o argumento sendo defendido por vários católicos. Vejo muitos sites protestantes também lidando com este argumento, o que mostra que a acusação tem ganhado cada dia mais força em meios católicos. Em seu favor, os católicos listam o próprio Jerônimo, tradutor da Vulgata latina, como base para a tradução “cheia de graça”.

Tal é o caso do apologista católico Paulo Leitão, que em seu programa “Em defesa da fé”, discutindo sobre as “adulterações protestantes”, cita a mesma passagem como uma “adulteração clássica”:
Escrito por Gustavo



Katty Broggio

Katty Broggio jornalista especializada em espiritualismo

Similar posts